Dicas para não ficar com nome sujo

Organizar as finanças é o primeiro passo para você evitar ficar com o nome sujo. Hoje, muitas pessoas não fazem ideia de como evitar esse tipo de situação e acabam com seus CPF e CNPJ restritos nos órgãos de proteção ao crédito. Desta forma, escrevemos esse conteúdo para traçar um guia de como não ficar com o nome sujo!

Planejamento financeiro


Ele é essencial para conseguir atingir objetivos. Geralmente, quem não tem esse planejamento pode sofrer sérios problemas no orçamento mensal. A dica é utilizar uma planilha de controle de gastos, para evitar dívidas.

Controle as despesas

Às vezes o risco de faltar dinheiro e ficar com o nome sujo está no modo como você gasta. E as compras desnecessárias e em excesso são as maiores causadoras do problema. Verifique se há realmente necessidade e urgência em fazer uma nova aquisição.

Se atente ao vencimento das contas

Quando elas vencem em dias diferentes, pode ser comum esquecer de efetuar o pagamento, o que gera a cobrança de juros. Então, tenha sempre um controle do dia do vencimento de todas as suas contas, principalmente as fixas e mensais.

Não empreste seu nome

O número de pessoas prejudicadas por esse tipo de boa-fé é grande. Em alguns casos, pode até ser válido, mas saiba que há sempre o risco de a pessoa não pagar aquele empréstimo.

Tenha uma reserva financeira

O ideal é sempre ter um dinheiro guardado para emergências, como reparos em casa, doença, acidentes e outros. Esses valores não devem ser utilizados para pagar contas mensais. Assim você pode ter mais tranquilidade financeira.

Gostou do conteúdo? Não deixe de compartilhar com um amigo, vizinho, familiar ou qualquer outra pessoa que queira saber mais sobre.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Redes sociais

Entre em contato

Se você ainda tem dúvidas, não deixe de entrar em contato e seja atendido por uma pessoa real, nós vamos te ajudar!

Inscreva-se em nossa newsletter: